quarta-feira, 19 de julho de 2017

Naruto para Savage Worlds: Parte V - Chakra e Jutsus Especiais

Olá pessoas!
Sejam bem-vindos a mais uma postagem da minha adaptação de Naruto para Savage Worlds (doravante SW). Como já tem um tempo desde a última parte publicada, e para não perder o costume, vamos revisar brevemente tudo o que já postei aqui desta adaptação. Na primeira parte resumi a ambientação de Naruto e falei sobre como criar uma personagem para o cenário usando o SW. Na segunda parte apresentei as regras gerais sobre os Jutsus e listei as Técnicas de Chakra, Taijutsus e Genjutsus. Na terceira parte foi a vez de apresentar os Ninjutsus básicos e gerais do cenário. A quarta parte tratou exclusivamente dos Ninjutsus Elementais e suas peculiaridades. Eu fiz uma revisão de todas as regras das partes anteriores e ampliei o material apresentado, onde hoje trarei algo completamente novo e que ainda não havia adaptado. Estou falando de Jutsus proibidos e médicos, mas antes explicarei sobre peculiaridades associadas aos Jutsus e uso do Chakra no jogo. Só para deixar claro, eu uso como referência as informações contidas no livro da 1ª edição brasileira do SW publicada pela Retropunk em 2013 (as páginas não são entre as edições).

Veja também: Parte I, Parte II, Parte III, Parte IV.

sexta-feira, 23 de junho de 2017

Ryuutama: Caravana Grandier - Diário 02

Olá pessoas!
Faz um tempinho que não postava aqui, né? Nestes meses de maio e junho eu diminui o ritmo na produção de conteúdo e passei a ajudar na organização de eventos aqui em Natal/RN (as Terças de RPG e o Calango Lúdico). Além disso, eu ando lendo alguns jogos (como o Open Legends – que vocês podem ler uma resenha aqui – e o Shadow of Demon Lord, cujo livro físico esperamos um dia que seja lançado pela Pensamento Coletivo), e jogando outros (atualmente estou em duas mesas não regulares: uma de Mass Effect usando uma adaptação bem interessante que pode ser encontrada aqui; e outra de Unity, um RPG financiado no ano passado e que está prometendo muito com seu cenário e regras épicas – caso queiram saber mais sobre o Unity, leia esta resenha). O único material que estou produzindo no momento é uma atualização da minha adaptação de Naruto para Savage Worlds, que vocês podem encontrar aqui no blog (primeira, segunda, terceira e quarta partes; já atualizadas para as novas regras), ou no Mundos Colidem. Este novo material de Naruto vem dando um trabalho significativo para ser feito, mas agora ele ficará ainda mais completo que antes. Aguardem novidades!

quarta-feira, 21 de junho de 2017

Naruto para Savage Worlds: Parte IV - Ninjutsus Elementais

Olá pessoas!
Hoje darei continuidade à minha adaptação de Naruto para Savage Worlds. Antes de entrarmos no assunto, porém, vamos relembrar o que já foi postado. Na primeira parte, eu apresentei a ambientação de Naruto e suas regras gerais, bem como a criação das personagens. Já na segunda parte, eu expliquei os Jutsus, listando as Técnicas de Chakra, Taijutsus e Genjutsus. Por fim, na terceira parte, eu introduzi os Ninjutsus e listei os Básicos e Gerais. Hoje, conforme prometido, trarei os Ninjutsus Elementais e suas particularidades.

Veja também: Parte IParte IIParte III.

quarta-feira, 31 de maio de 2017

Megaman X para Savage Worlds: Parte II

Olá pessoas!
Na primeira postagem desta adaptação, resumi a ambientação de Megaman X e apresentei as regras para a criação de reploids usando o Savage Worlds. Além disso, defini que, caso percebesse interesse por parte de vocês, expandiria e traria mais conteúdo para esta adaptação. Porém, um mês se passou e a postagem teve poucas visualizações, o que me desmotivou a criar mais material. Desta forma, encerraremos esta adaptação com esta postagem, apresentando os equipamentos do século XXII e complementando com dicas sobre como narrar Megaman X. Caso vocês tenham interesse em mais detalhes e de como usar certos elementos do cenário, deixem comentários ao final da postagem e poderemos discutir, okay? Então vamos lá!

sexta-feira, 19 de maio de 2017

Resenha: Rei Arthur – A Lenda da Espada

Olá pessoas!
Em minha última resenha (andei lendo que Logan deve retornar as telonas para exibições especiais, fiquem atentos quem ainda não assistiu), eu comentei que estou sendo seletivo com o que vou assistir no cinema devido a quantidade de filmes interessantes que serão lançados este ano. Neste meio tempo houve a estreia de dois filmes que acabei não assistindo: A Vigilante do Amanhã (Ghost in the Shell) e Guardiões da Galáxia Volume 2 (o primeiro devido as poucas salas e o curto tempo de exibição; e o segundo por escolha, pois estou evitando filmes 3D sempre que possível, um mal dos grandes lançamentos). Entretanto, após um tempo sem ver um filme nas telonas, uma súbita vontade me acometeu e ontem acabei me dirigindo ao cinema mais próximo para ver qualquer coisa. E eis que acabei assistindo Rei Arthur – A Lenda da Espada.

quinta-feira, 4 de maio de 2017

Ryuutama: Caravana Grandier - Diário 01

Olá pessoas!
Ultimamente eu ando bem ocupado no meio RPGístico, ainda mais agora que estou participando ativamente do Mundos Colidem, onde, além de postar matérias lá quinzenalmente, venho contribuindo com outros projetos. Um deles é a Terças de RPG, onde semanalmente, aqui em Natal/RN, disponibilizamos mesas de RPG no modelo de oneshot para que qualquer pessoa que queira testar um sistema ou apenas jogar possa vir e se divertir. Mês passado eu participei narrando uma aventura especial de Ryuutama, e nesta semana narrei uma aventura de fantasia medieval usando um novo sistema que ainda estou desenvolvendo (isso mesmo, já não basta eu ter o Tio20 e agora estou criando outro sistema!). Aguardem novidades sobre estas aventuras em breve.

sexta-feira, 28 de abril de 2017

Megaman X para Savage Worlds: Parte I

Olá pessoas!
Desde que conheci o Savage Worlds sempre quis jogar ou narrar algo nele. Até tive algumas poucas oportunidades de fazê-lo, mas sempre durava apenas uma ou duas sessões. Eu sei, minha sorte com este sistema é triste. O mais curioso é que eu sou naturalmente azarado com dados, o que torna meu desejo de jogar com um sistema baseado em aleatoriedade no mínimo curioso. Mas sabe como é, eu venho me aprofundando em designer de jogos, é natural querer testar tudo aquilo que me chama a atenção. Um dos jogos que tentei narrar usando o sistema foi uma campanha de Megaman X, que falhou miseravelmente logo após sua primeira sessão (aquela foi uma época sombria para jogos no nosso grupo, não foi culpa do sistema). Evidentemente que, para narrar um jogo de Megaman X, eu precisaria adaptar o Savage para jogarmos com os protagonistas da série: os reploids. E foi isso que eu fiz.

sexta-feira, 7 de abril de 2017

Ryuutama: Caravana Grandier - Introdução

Olá pessoas!
Lá em 2015 eu postei aqui uma resenha falando sobre um dos meus RPGs favoritos: Ryuutama. Nela eu apresentei o jogo e resumi suas principais e diferentes mecânicas. Caso você não tenha a lido ou não se lembre do que falei, sugiro parar a leitura aqui e ler a postagem anterior a fim de se inteirar sobre o assunto. Já leu? Pois bem, eu então consegui convencer meu grupo a jogar uma campanha de Ryuutama (com ajuda dos amigos Joka e Leish, lá do Mundos Colidem), e é o que viemos fazendo nas últimas semanas. Hoje falarei sobre como foi o processo antes do jogo, envolvendo a sua concepção, a criação das personagens e meus comentários sobre o sistema. Deixarei a apresentação formal das personagens e das sessões para uma próxima postagem.

sexta-feira, 24 de março de 2017

Tate no Yuusha no Nariagari

Olá pessoas!
Quem acompanha o meu blog sabe que entre 2015 e 2016 eu meio que dei uma sumida (só ver o histórico de postagens). Foram anos interessantes para mim, pois eu narrei menos do que o de costume, mas joguei e li muita coisa (inclusive foi quando me aprofundei mais na criação do Tio20 RPG). Entre as coisas que passei a ler, descobri um novo tipo de leitura que me agradou bastante: as Light Novel. Para quem não conhece, eu falei um pouco sobre light novel (ou apenas LN) nesta postagem. Dentre as que cheguei a ler, uma me chamou bastante a atenção. Estou falando de Tate no Yuusha no Nariagari, ou também conhecida como The Rising of the Shield Hero (traduzindo ficaria algo como “A Ascensão do Herói do Escudo”).