sábado, 30 de julho de 2016

Light Novels e Animes

Olá pessoas!
Quanto tempo, hein? Pois é, a pessoa resolver casar e dá nisso. O tempo para jogar desaparece, os amigos também não podem mais jogar tanto quanto antes. Tempo para escrever então! Esse aí quase não existe. Mais deixemos minha vida de lado. Hoje infelizmente não falarei de RPG, mas sim de algo que venho consumindo ativamente nos últimos dois anos: Light Novels.

Para quem não conhece, as Light Novels (ou apenas LN para os íntimos) são séries de livros curtos criados pelos japoneses sobre temas dos mais variados, sendo o mais popular o gênero shonen. Suas histórias são muito próximas aos mangás e animes que conhecemos, entretanto são escritos na forma de livros ilustrados. O grau de complexidade de cada LN varia com seu público alvo, e é muito comum nas obras para os adolescentes e jovens adultos haver uso abusivo de ecchi (no popular ocidental, “putaria”. Nada explícito, mas algumas obras chegam a abusar). Vou deixar aqui um link para uma postagem completíssima sobre tudo que tem para saber de LN.

Mas por que eu resolvi falar sobre light novels? Bem, tirando aquelas que abusam demais do ecchi, tem muita LN boa sendo lançada hoje em dia na forma de animes, o que muitas vezes é uma forma de atrair o público para comprar e ler as LN. Foi assim que acabei me interessando por elas, e já tive a oportunidade de ler algumas. Infelizmente, no Brasil, temos apenas uma editora lançando LN traduzidas (um salve para o pessoal da New Pop), o que é muito pouco perto do volume monstruoso de obras legais e interessantes que poderiam estar sendo lançadas aqui. Tendo em vista a falta de divulgação deste tipo de obra, resolvi trazer para vocês uma “pequena” lista de animes recentes e que merecerem ser vistos e que foram adaptados de LN. Quem sabe assim o interesse do caro leitor por este tipo de obra não aparece, né?

Vamos começar então?

SWORD ART ONLINE
E para começar, não necessariamente com a melhor obra, mas uma das mais importantes, vamos falar de Sword Art Online. Atualmente com 17 LN publicadas e um anime com 2 temporadas (na Netflix, inclusive), SAO é uma das LN mais vendidas da atualidade. Ela conta a história de Kirito e outros jogadores do game Sword Art Online que tiveram suas consciências presas no jogo e de como isso mudou as suas vidas. Morrer no jogo é morrer na vida real e a única fuga é terminá-lo. É uma história de média a boa, com seus altos e baixos, mas que vale a pena conferir. Eu já falei dela por aqui inclusive.


LOG HORIZON
Seguindo a sequência das obras que tem anime e pessoas transportadas para mundos de games, o próximo é Log Horizon. Atualmente com 10 LN publicadas e um anime com 2 temporadas, esta é uma história interessante em vários aspectos. Milhares de jogadores do MMORPG Elder Tale se veem transportados para o game inesperadamente logo após um pacto de atualização. Shiroe, conhecido como o demônio estrategista, decide então reunir-se com outros jogadores de alto nível e criar um porto seguro na cidade onde eles apareceram, controlando sua segurança, estabelecendo relações comerciais e hierarquias, bem como institutos de pesquisa e grupos de caça. Diferente da aventura padrão onde o protagonista fica cada vez mais forte, salva o mundo e volta para casa, aqui todos são já começam no nível máximo, por isso o foco fica nas relações e dificuldades de ter uma vida normal e estabelecer uma sociedade dentro do game. Vale MUITO a pena ver!


NO GAME NO LIFE
Criado pelo brasuca Yū Kamiya, a história gira em torno dos irmãos conhecidos como “[ ]” (“kuuhaku” ou apenas “espaço em branco”), imbatíveis em quaisquer jogos conhecidos, que são transportados pelo seu único Deus, Tet, para Disboard, um mundo de fantasia onde tudo é determinado através de jogos. É uma das obras mais engraçadas e criativas da minha lista, onde a graça está na capacidade absurda dos irmãos em resolver tudo através de jogos, desde reaver territórios perdidos pela humanidade de outras nações até controlar os sentimentos de alguém. Com 8 volumes publicados e um anime de 1 temporada que só faz lhe deixar com vontade de quero mais, é mais que obrigatório comprar a LN que está em publicação pela New Pop. Eu já falei dela por aqui inclusive.


OVERLORD
De longe a minha LN favorita, com 10 volumes publicados e com um anime de 1 temporada. Ela conta a história de como o jogador Momonga, o morto-vivo supremo líder da Grande Tumba de Nazarick e senhor de Ainz Ooal Gown, uma das maiores guildas do game Yggdrasil, viu a si mesmo e toda a sua guilda transportada para um mundo de fantasia desconhecido. Preso nesta nova realidade no corpo de um morto-vivo com sua consciência humana, tendo todos os NPCs criados para proteger a guilda adquirido consciência e sendo o único jogador que foi levado, ele se vê numa busca não para voltar para casa, mas para conhecer o local que está, proteger sua amada guilda e procurar seus antigos companheiros de aventura neste novo mundo. É muito interessante ver como as ações de Momonga, alto proclamado de Ainz, em sua curiosidade pelo mundo onde está e seu desejo ardente de proteger sua amada guilda o leva a tomar ações ambíguas, sempre variando entre a crueldade de um morto-vivo e a insegurança de um ser humano, e como tudo que ele faz o conduz a se tornar a criatura mais temida do mundo. Aconselho imensamente procurarem ler, mesmo que infelizmente só tenha em inglês.


RE:ZERO
O melhor anime de 2016. Com 1 temporada ainda em lançamento e 8 volumes publicados, ela conta a história de Natsuki, um cara extremamente normal que, após sair de uma loja de conveniência, se vê repentinamente num mundo de fantasia (Sério! O cara piscou e puff... Adeus vida normal). Após quase ser espancado até a morte, ele é salvo por uma garota misteriosa a quem ele jura ajudar numa busca. Só que tudo acaba mal quando ambos são brutalmente assassinados, e Natsuki se vê novamente com vida, como se nada tivesse acontecido e tendo voltado no tempo. E é isso. Não posso dizer mais nada. Simplesmente assista e fique viciado com essa história envolvente, misteriosa e foda pra caramba!


GATE
Gate Jieitai Kanochi Nite Kaku Tatakaeri, ou apenas Gate, conta a história de Itami, um militar das Forças de Autodefesa viciado em doujins e que trabalha para sustentar seu hobby, que se vê envolvido num ataque de soldados e criaturas fantásticas em pleno Japão dos dias atuais após o surgimento de um estranho Portal. Após o controle do problema, o Japão manda uma força militar expedicionária através do portal, chegando a um mundo de fantasia rico em aventuras e riquezas naturais inexploradas. Fora o bom humor que rodeia toda a história, ela conta com momentos ótimos de estratégia militar e as implicações nas relações sociais entre ambos os mundos após a ligação dos mesmos. Com 1 temporada completa e 10 volumes publicados, aconselho imensamente ver o anime para conhecer.


HAI TO GENSOU NO GRIMGAR
Um grupo de jovens surgem misteriosamente num mundo de fantasia sem lembranças de quem são ou de onde vieram. Lá eles são obrigados a se engajar nas forças expedicionárias do mundo a fim de derrotar monstros e explorar dugeons a fim de se sustentarem. Com uma pegada muito focada nas relações do grupo, na própria sobrevivência e suas estratégias, bem como no sentimento de perigo e fragilidade, essa é uma história única e diferente do usual que tem um clima mais sombrio e triste, mas como ótimos momentos de superação e bom humor, além de personagens carismáticos. Com uma anime de 1 temporada e 8 volumes publicados, está na minha lista para depois correr atrás para ler.


KONO SUBARASHI
O que acontece quando um inútil é transportado para um mundo de fantasia que está sendo conquistado por um Lorde Demoníaco e tem como aliados uma deusa clériga estúpida, uma maga que só conhece uma magia e uma cruzada masoquista? Muita zueira HUEHUE. Com fanservice saindo pelo ladrão, comédia nonsense e uma animação tosquinha, esta é de longe uma das comédias mais loucas e engraçadas que você vai assistir. Não tenho o menor interesse em ler a LN, mas o anime com 1 temporada vale a pena assistir para se divertir e rir absurdamente. Só não esqueça de desligar o cérebro antes e curtir a zueira.

Nenhum comentário:

Postar um comentário