sexta-feira, 23 de junho de 2017

Ryuutama: Caravana Grandier - Diário 02

Olá pessoas!
Faz um tempinho que não postava aqui, né? Nestes meses de maio e junho eu diminui o ritmo na produção de conteúdo e passei a ajudar na organização de eventos aqui em Natal/RN (as Terças de RPG e o Calango Lúdico). Além disso, eu ando lendo alguns jogos (como o Open Legends – que vocês podem ler uma resenha aqui – e o Shadow of Demon Lord, cujo livro físico esperamos um dia que seja lançado pela Pensamento Coletivo), e jogando outros (atualmente estou em duas mesas não regulares: uma de Mass Effect usando uma adaptação bem interessante que pode ser encontrada aqui; e outra de Unity, um RPG financiado no ano passado e que está prometendo muito com seu cenário e regras épicas – caso queiram saber mais sobre o Unity, leia esta resenha). O único material que estou produzindo no momento é uma atualização da minha adaptação de Naruto para Savage Worlds, que vocês podem encontrar aqui no blog (primeira, segunda, terceira e quarta partes; já atualizadas para as novas regras), ou no Mundos Colidem. Este novo material de Naruto vem dando um trabalho significativo para ser feito, mas agora ele ficará ainda mais completo que antes. Aguardem novidades!

quarta-feira, 21 de junho de 2017

Naruto para Savage Worlds: Parte IV - Ninjutsus Elementais

Olá pessoas!
Hoje darei continuidade à minha adaptação de Naruto para Savage Worlds. Antes de entrarmos no assunto, porém, vamos relembrar o que já foi postado. Na primeira parte, eu apresentei a ambientação de Naruto e suas regras gerais, bem como a criação das personagens. Já na segunda parte, eu expliquei os Jutsus, listando as Técnicas de Chakra, Taijutsus e Genjutsus. Por fim, na terceira parte, eu introduzi os Ninjutsus e listei os Básicos e Gerais. Hoje, conforme prometido, trarei os Ninjutsus Elementais e suas particularidades.

Veja também: Parte IParte IIParte III.

quarta-feira, 31 de maio de 2017

Megaman X para Savage Worlds: Parte II

Olá pessoas!
Na primeira postagem desta adaptação, resumi a ambientação de Megaman X e apresentei as regras para a criação de reploids usando o Savage Worlds. Além disso, defini que, caso percebesse interesse por parte de vocês, expandiria e traria mais conteúdo para esta adaptação. Porém, um mês se passou e a postagem teve poucas visualizações, o que me desmotivou a criar mais material. Desta forma, encerraremos esta adaptação com esta postagem, apresentando os equipamentos do século XXII e complementando com dicas sobre como narrar Megaman X. Caso vocês tenham interesse em mais detalhes e de como usar certos elementos do cenário, deixem comentários ao final da postagem e poderemos discutir, okay? Então vamos lá!

sexta-feira, 19 de maio de 2017

Resenha: Rei Arthur – A Lenda da Espada

Olá pessoas!
Em minha última resenha (andei lendo que Logan deve retornar as telonas para exibições especiais, fiquem atentos quem ainda não assistiu), eu comentei que estou sendo seletivo com o que vou assistir no cinema devido a quantidade de filmes interessantes que serão lançados este ano. Neste meio tempo houve a estreia de dois filmes que acabei não assistindo: A Vigilante do Amanhã (Ghost in the Shell) e Guardiões da Galáxia Volume 2 (o primeiro devido as poucas salas e o curto tempo de exibição; e o segundo por escolha, pois estou evitando filmes 3D sempre que possível, um mal dos grandes lançamentos). Entretanto, após um tempo sem ver um filme nas telonas, uma súbita vontade me acometeu e ontem acabei me dirigindo ao cinema mais próximo para ver qualquer coisa. E eis que acabei assistindo Rei Arthur – A Lenda da Espada.

quinta-feira, 4 de maio de 2017

Ryuutama: Caravana Grandier - Diário 01

Olá pessoas!
Ultimamente eu ando bem ocupado no meio RPGístico, ainda mais agora que estou participando ativamente do Mundos Colidem, onde, além de postar matérias lá quinzenalmente, venho contribuindo com outros projetos. Um deles é a Terças de RPG, onde semanalmente, aqui em Natal/RN, disponibilizamos mesas de RPG no modelo de oneshot para que qualquer pessoa que queira testar um sistema ou apenas jogar possa vir e se divertir. Mês passado eu participei narrando uma aventura especial de Ryuutama, e nesta semana narrei uma aventura de fantasia medieval usando um novo sistema que ainda estou desenvolvendo (isso mesmo, já não basta eu ter o Tio20 e agora estou criando outro sistema!). Aguardem novidades sobre estas aventuras em breve.

sexta-feira, 28 de abril de 2017

Megaman X para Savage Worlds: Parte I

Olá pessoas!
Desde que conheci o Savage Worlds sempre quis jogar ou narrar algo nele. Até tive algumas poucas oportunidades de fazê-lo, mas sempre durava apenas uma ou duas sessões. Eu sei, minha sorte com este sistema é triste. O mais curioso é que eu sou naturalmente azarado com dados, o que torna meu desejo de jogar com um sistema baseado em aleatoriedade no mínimo curioso. Mas sabe como é, eu venho me aprofundando em designer de jogos, é natural querer testar tudo aquilo que me chama a atenção. Um dos jogos que tentei narrar usando o sistema foi uma campanha de Megaman X, que falhou miseravelmente logo após sua primeira sessão (aquela foi uma época sombria para jogos no nosso grupo, não foi culpa do sistema). Evidentemente que, para narrar um jogo de Megaman X, eu precisaria adaptar o Savage para jogarmos com os protagonistas da série: os reploids. E foi isso que eu fiz.

sexta-feira, 7 de abril de 2017

Ryuutama: Caravana Grandier - Introdução

Olá pessoas!
Lá em 2015 eu postei aqui uma resenha falando sobre um dos meus RPGs favoritos: Ryuutama. Nela eu apresentei o jogo e resumi suas principais e diferentes mecânicas. Caso você não tenha a lido ou não se lembre do que falei, sugiro parar a leitura aqui e ler a postagem anterior a fim de se inteirar sobre o assunto. Já leu? Pois bem, eu então consegui convencer meu grupo a jogar uma campanha de Ryuutama (com ajuda dos amigos Joka e Leish, lá do Mundos Colidem), e é o que viemos fazendo nas últimas semanas. Hoje falarei sobre como foi o processo antes do jogo, envolvendo a sua concepção, a criação das personagens e meus comentários sobre o sistema. Deixarei a apresentação formal das personagens e das sessões para uma próxima postagem.

sexta-feira, 24 de março de 2017

Tate no Yuusha no Nariagari

Olá pessoas!
Quem acompanha o meu blog sabe que entre 2015 e 2016 eu meio que dei uma sumida (só ver o histórico de postagens). Foram anos interessantes para mim, pois eu narrei menos do que o de costume, mas joguei e li muita coisa (inclusive foi quando me aprofundei mais na criação do Tio20 RPG). Entre as coisas que passei a ler, descobri um novo tipo de leitura que me agradou bastante: as Light Novel. Para quem não conhece, eu falei um pouco sobre light novel (ou apenas LN) nesta postagem. Dentre as que cheguei a ler, uma me chamou bastante a atenção. Estou falando de Tate no Yuusha no Nariagari, ou também conhecida como The Rising of the Shield Hero (traduzindo ficaria algo como “A Ascensão do Herói do Escudo”).

sexta-feira, 17 de março de 2017

O bom, o velho e o novo D&D

Olá pessoas!
Hoje o assunto será polêmico (ou não). É natural, quando estamos lidando com algo que é mundialmente conhecido, que o assunto atraia a atenção de pessoas que defendem aquilo que gostam com unhas e dentes, muitas vezes ignorando o conteúdo apresentado. Este é um hábito mais comum do que você possa imaginar no nosso hobby, e isso para não falar da famosa guerra de edições onde, anos após ano, pessoas gastam energia e saliva (e muitas vezes as pontas dos dedos) discutindo qual é a melhor edição do seu RPG favorito. Então, caro leitor, caso você se encaixe numa das categorias acima apresentadas (e descobriremos isso como possíveis comentários inflamados), eu abro dizendo as seguintes palavras: eu não curto D&D.

sábado, 11 de março de 2017

Resenha: Logan

Olá pessoas!
Mais um dia, mais uma postagem. Para este ano de 2017 eu ando bem seletivo com o que vou assistir no cinema. O motivo: filmes demais. Sim, tem tanto filme interessante neste ano que não dá para sair gastando grana a torto e a direito. A população nerd mundial deve estar em êxtase com tamanha fartura cinematográfica (pelo menos eu estou). A coisa está de um jeito que até estou evitando assistir trailers, porque nos últimos anos eles me criaram muita expectativa errada (ah Vingadores 2... Capitão América 3... Batman vs Superman). E foi isso que eu fiz com Logan.

sexta-feira, 3 de março de 2017

Inspire-se: Sobrevivência 2

Olá pessoas!
É chegado 2017 e quantos séculos faz que falei de games por aqui? Alguns anos, na verdade. A fim de reviver um pouco o tema para vocês e trazer uma postagem mais interativa e inspiradora para nossos jogos de cada dia, hoje vos trago alguns trailers de jogos que espero ser grandes lançamentos para este ano (já lançados, inclusive). E o tema de hoje é sobrevivência, algo que já falei aqui na série "Inspire-se".

quinta-feira, 23 de fevereiro de 2017

RWBY e Monty Oum

Olá pessoas!
Tudo começou muitos anos atrás quando eu estava procurando por vídeos legais no Youtube, logo após finalmente ter uma internet banda larga em casa. Eis que, procurando aleatoriamente vídeos sobre Final Fantasy, sou apresentado a uma animação que explodiu a minha cabeça. Estou falando de Dead Fantasy, criado pelo genial Monty Oum. Caso você ainda não conheça, Dead Fantasy é uma série de animações que reúne personagens femininas das franquias Dead or Alive e Final Fantasy em lutas épicas inspiradas em Animes e filmes como Matrix. Se você é fã de cenas de ação épicas e não tem preconceito com fanservice, pare de ler agora e vá assistir todos os seis vídeos publicados!

sábado, 18 de fevereiro de 2017

Adaptando para RPG

Olá pessoas!
Para quem ainda não sabe, eu venho postando quinzenalmente no Mundos Colidem, um blog sobre RPG que fala sobre tudo, de adaptações e resenhas até materiais para iniciantes. Esta semana eu postei lá um texto sobre adaptações, o qual trago para o blog hoje. Ele surgiu da ideia de atualizar uma antiga postagem de mesmo nome aqui do blog onde falei de vários sistemas que podem ser usados para adaptações e que estavam em destaque na época. Hoje temos muitos sistemas novos no país, sendo muito justo atualizar as sugestões deles e expandir as explicações que dei na época sob a ótica das minhas recentes experiências. Espero que aproveitem.

segunda-feira, 6 de fevereiro de 2017

Agilidade e Defesa no Savage Worlds

Olá pessoas!
Semana passada eu estreei uma coluna no blog Mundos Colidem. Para quem não conhece, o Mundos Colidem é uma iniciativa de rpgistas que se reuniram para postar regularmente matérias sobre os mais diversos assuntos do nosso hobby, e estarei lá postado quinzenalmente às quartas-feiras (dia 15 de fevereiro é a próxima, anota ai!). Pois é, agora eu tenho dois lugares na internet para falar de RPG, e espero que vocês não deixem de conferir e apreciar. Mas voltando aos trabalhos. Resolvi dedicar o mês de janeiro para falar sobre as minhas experiências testando o Tio20 RPG. Porém, hoje resolvi trazer para vocês uma ideia que tive algum tempo atrás sobre o Savage Worlds (SW).

domingo, 29 de janeiro de 2017

Mudando o sistema que você criou

Olá pessoas!
Meu foco neste primeiro mês de 2017 tem sido falar sobre o Tio20 RPG e seu processo de criação. Já falei muita coisa sobre ele por aqui, desde os motivos para a sua concepção, as experiências que tive e as decisões que tomei até chegar no produto que é o segundo playtest postado aqui (inclusive, o primeiro playtest continua disponível para consultas e referências. Imagino que suas escolhas de regras agradem mais algumas pessoas que as atuais que venho seguindo). Porém, na última semana me deparei com alguns problemas que me incomodaram no sistema, o que me levou a uma dúvida: eu deveria mudá-lo?

quinta-feira, 12 de janeiro de 2017

Atualização do Tio20 RPG

Olá pessoas!
Como eu havia prometido na postagem passada, finalmente é chegada a hora de falar da atualização que fiz no meu sistema: o Tio20 RPG. Para quem está caindo aqui de paraquedas e não sabe do que estou falando, o Tio20 RPG é um sistema que venho desenvolvendo desde 2014. Sua primeira versão tinha como base uma mistura de Numenera com D&D, com toques de outros RPGs como FATE e Savage Worlds, tendo como premissa permitir a narrativa de fantasias. Para testá-lo, na época, cheguei a narrar duas campanhas em paralelo. Entretanto, após várias mudanças ao longo dos jogos e eu tentar narrar uma campanha de cyberpunk usando-o, percebi que o sistema não estava exatamente como eu queria. Seu foco não estava claro e precisava ser alterado. Foi aí que a grande mudança aconteceu.

segunda-feira, 9 de janeiro de 2017

Megaman X e a narrativa por missões

Olá pessoas!
Na postagem passada eu havia prometido retornar para dar detalhes sobre como está ficando o meu sistema, o Tio20 RPG. Entretanto, hoje falarei um pouco sobre como foi a minha campanha de Megaman (que usou o Tio20), e algumas coisas que aprendi com ela. Mas antes, contarei uma breve história para introduzir esta postagem. Quem me conhece sabe que adoro criar adaptações, chegando a ser algo quase compulsivo. Já adaptei One Piece, Ivalice para dois sistemas, Mago a Ascenção para outras propostas e só Atena sabe quantas vezes adaptei Naruto para alguma coisa (isso para não falar dos projetos engavetados e jamais liberados). Mas tem um cenário em questão que eu SEMPRE quis narrar: Megaman X.

sábado, 7 de janeiro de 2017

Minha experiência criando um sistema

Olá pessoas!
Feliz 2017! Mais um ano se inicia, e mais um ano para este blog perseverar a este autor preguiçoso. Pois é gente, o tempo passa e... Já faz o que? Seis meses sem narrar um RPG que seja? E tanta coisa aconteceu no mundo RPGístico nestes dois anos que andei sumido. Tivemos alguns ótimos financiamentos coletivos, como o Interface Zero, Numenera, 13ª Era e Shadow of Demon Lord. Uma nova edição do D&D! E eu lendo mangá e light novel como se não houvesse amanhã. Ao menos um dos meus hobbys foram satisfeitos. Mas chega de falar aleatoriedades. Hoje eu venho abrir as atividades do ano meu blog falando do meu sistema favorito e minha criação: o Tio20 RPG.